E-SUS, o grátis que sai caro!

E-SUS, o grátis que sai caro!

8 razões pelas quais você deve contratar um Prontuário Eletrônico!

“Lembrando, a #7 é minha favorita!”

1 – O E-SUS não tem integração e importação automática com o CAD-SUS!

Por quê sai caro?

90% da população brasileira já é cadastrada no CAD-SUS e sua cidade também deve apresentar o mesmo porcentual.

Mas pelo fato do E-SUS não ter integração e importação automática com o CAD-SUS, você deverá organizar um verdadeiro “mutirão” de pessoas para cadastrar toda a população de sua cidade nos Prontuários Eletrônicos de cada UBS. Então, significa dizer que você e seu município farão um trabalho já feito.

Esse cadastramento será feito manualmente, ou seja, “um por um” de todos os habitantes de sua cidade deverão ser cadastrados no E-SUS. O pior é que você tem um prazo curto de tempo para realizar esses cadastramentos e trabalho extremo.

No entanto, contratando um sistema de Prontuário Eletrônico que importe automaticamente os registros previamente já cadastrados no CAD-SUS, você não terá qualquer tipo de gasto (contratação de mutirão de pessoas) e, é claro, transtorno.

Para melhorar seu entendimento, veja: uma importação “automática” dos dados do CAD-SUS feita pelo sistema MeuProntuário.

2 – O E-SUS não atinge as necessidades cobradas pelo PMAQ – Acolhimento, Agenda Unificada e Prontuário Eletrônico!

Acolhimento, Agenda Unificada, Prontuário Eletrônico 2!

 

Por quê sai caro?

Não é novidade para ninguém que o PMAQ tem como objetivo principal melhorar a qualidade da Atenção Básica. Por isso, em meio às perguntas do Avaliador Externo (PMAQ), será cobrada a informatização (implantação de prontuários eletrônicos) em suas UBS’s.

Porém, tome cuidado! O E-SUS não “prova” para o PMAQ que existe Acolhimento implantado em suas UBS’s, que deve ser baseado principalmente em métricas (tempo) de atendimento.  

Também não será possível ter uma única agenda (Agenda Unificada) para toda equipe de saúde. Além do mais, não podemos nos esquecer que o PMAQ cobra a Integração de Prontuários Eletrônicos entre suas UBS’s, outro requisito importante e que o E-SUS de mesmo modo deixa a desejar.

Dessa forma, em meio a tantas exigências não cumpridas, sua equipe poderá perder até 26% da nota durante a Avaliação Externa (PMAQ)!

E é claro, menos nota significa menos recurso financeiro para suas equipes de saúde e UBS’s.

Portanto, contrate um Prontuário Eletrônico que cumpra os requisitos cobrados pelo PMAQ!

3 – O E-SUS não integra a CMC (Central de Marcação de Consultas) com a Atenção Básica!

CMC ñ integrada com a UBS

Por quê sai caro?

De início, com o E-SUS, você não conseguirá ter o controle dos exames e encaminhamentos mais solicitados, liberados e autorizados.

Mas do ponto de vista financeiro, o fato do E-SUS não ser integrado com a CMC do seu município, gera anualmente grandes gastos (prejuízo) com mão de obra e ineficiência (demora) na execução de tarefas. Para organizar o acesso dos usuários SUS às consultas e procedimentos especializados, você, e principalmente seu município, pagam “desnecessariamente” respectivos funcionários, ambos da UBS e CMC.

No entanto, deve-se ficar claro que não é preciso o uso de trabalho manual de profissionais para solicitar, encaminhar, digitar e agendar os tratamentos especializados.

Quando se contrata um Prontuário Eletrônico que integra Atenção Básica e CMC, todas essas tarefas são feitas automaticamente!

Além do mais, todo procedimento automatizado é feito com maior eficiência (menor tempo) e agilidade que as tarefas manuais. Mas também é importante integrar Farmácia e Atenção Básica. Seu município terá grandes benefícios por meio dessa integração, por isso, não deixe de ler a nossa próxima dica: #4

4 – O E-SUS não integra as prescrições da Atenção Básica com a Farmácia!

Farmácia!

Por quê sai caro?

Bem simples! Você não consegue principalmente ter o controle dos medicamentos mais prescritos. Com o E-SUS, não é possível fazer com que a Farmácia e Atenção Básica trabalhem em conjunto.

Por exemplo, caso o paciente perca sua receita, este (o paciente) deverá voltar na UBS para conseguir outra receita, dessa forma, contando com todos pacientes que perdem suas prescrições anualmente, evidentemente seu município tem um grande prejuízo ao refazer esses atendimentos.

Além do mais, a não integração entre Atenção Básica e Farmácia possibilita que o paciente consiga uma mesma receita em dois Postos de Saúde. Com medo de faltar medicamentos na Farmácia, muitos pacientes, principalmente de cuidado continuado, fazem em sua casa um estoque particular de remédios.

Porém, ao contratar um Prontuário Eletrônico integrado com a Farmácia, você conseguirá controlar com organização e eficiência a liberação de medicamentos para toda a população do seu município.

5 –  O E-SUS não integra Unidades de Saúde!

Integração de Prontuários Eletrônicos!

 

Por quê sai caro?

Como já falado, a não integração de Prontuários Eletrônicos significa menos pontos na escala avaliativa (PMAQ). Mas não podemos deixar de citar o prejuízo na área de atendimento que sua cidade tem anualmente por não integrar suas UBS’s.

Acontece que quando um paciente (usuário SUS) muda de localidade e passa a buscar serviços de saúde em outra UBS, todo seu atendimento devera ser refeito, gastando-se assim, principalmente com exames e dificultando a rotatividade nos Postos de Saúde.

Mas é claro, não devemos nos esquecer que a contração de um Prontuário Eletrônico integra as UBS’s da sua cidade, evitando deste modo qualquer gasto na repetição de atendimentos.

6 – O E-SUS não oferece e informa o controle do que esta sendo gasto!

Controle do que esta sendo gasto!

 

 

 

 

 

 

 

Por quê sai caro?

Você não conseguirá controlar as despesas do seu município com exames, solicitações e encaminhamentos.

De uma forma prática, significa dizer:

Você recebe uma quantia X para gastar, por exemplo, com exames. No entanto, é possível gastar menos ou mais e em alguns casos, pela falta de auxilio do E-SUS, pode-se acontecer dos gastos ultrapassarem a verba (quantia X) recebida.

No entanto, contratando um Prontuário Eletrônico, será possível economizar e gastar menos.

7 – O E-SUS não fornece os Indicadores de Desempenho (PMAQ)!

Indicadores de Desempenho

 

 

 

 

 

 

Por quê sai caro?

Para alcançar uma boa nota na Avaliação Externa (PMAQ) e principalmente conseguir mais recursos, é essencial que sua equipe de saúde tenha e apresente os Indicadores de Desempenho (PMAQ).

Esses Indicadores de Desempenho correspondem a 20% da nota na Avaliação Externa (PMAQ), podendo aumentar mensalmente em até R$ 3.400,00 por EAB (Equipe de Atenção Básica) seu recurso financeiro mensal. Obviamente, não tendo Indicadores de Desempenho (PMAQ), sua equipe de saúde tem um grande prejuízo financeiro mensal e anual.

Mas contratando um Prontuário Eletrônico, que oferece ferramentas de auxílio para o PMAQ, suas equipes de saúde irão gerar automaticamente os Indicadores de Desempenho (PMAQ) do seu município, garantindo mais recursos para as equipes de saúde e UBS’s.

8 – O E-SUS não te oferece às estatísticas das doenças mais frequentes na sua cidade!

Prevalência e Incidencia de Doenças!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por quê sai caro?

É importante que você saiba a prevalência e incidência de doenças no seu município.

Não possuindo essas informações, você não conseguirá planejar, preparar e organizar de maneira correta os serviços de saúde da sua cidade, principalmente em meio à ocorrência de surtos de doenças, como no caso da Dengue, que atinge cerca de 25% dos municípios brasileiros de acordo com um levantamento do Ministério da Saúde.

Mas contratando um Prontuário Eletrônico que oferece ferramentas de controle de epidemias, você terá essas informações (prevalência e incidência)  e conseguirá realizar ações de saúde com qualidade e eficiência para cuidar de sua população.

E então, o quê achou?

Finalizando, depois de você ter acompanhado as nossas 8 dicas, gostaria de saber a sua opinião. Enriqueça este post com os seus comentários.

O E-SUS deve ser a única opção de informatização do seu município? É necessário contratar um Prontuário Eletrônico?

Se precisar de ajuda, não exite em falar conosco!

Dr. Leonardo Alves
Siga-me

Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista, Estudioso de SUS e Informática médica.
CEO/Diretor da empresa MeuProntuário.net.
Dr. Leonardo Alves
Siga-me
Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.