Prontuário Eletrônico no SUS: Dia-a-dia do Gestor [Parte II]

Prontuário Eletrônico no SUS: Dia-a-dia do Gestor [Parte II]

Quando um Secretário Municipal de Saúde reconhece os benefícios e decide por informatizar o seu Município, ele procura uma maneira de usar o Prontuário Eletrônico no SUS para economizar e reduzir os custos com Saúde, além de poder prestar um serviço de maior qualidade aos seus cidadãos.

Mas para isso, é fundamental que esse gestor tenha acesso às informações que necessita para tomar suas decisões.

  1. Por quê devo informatizar? Quais os Benefícios?
  2. Prontuário eletrônico e SUS: O dia-a-dia do Gestor Informatizado! [Você está aqui]
  3. Gestão de Mudança – Como convencer sua equipe das vantagens de informatizar?
  4. Licitação de Prontuário eletrônico? Como Adquirir?
  5. Casos de Sucesso! Só falta a sua cidade.

No artigo anterior, criticamos o Prontuário no papel por ele não entregar as informações que o Gestor precisa para tomar suas decisões e melhorar a saúde do seu Município. E nesse segundo artigo da série Como Informatizar o SUS em até 30 dias, você poderá ter uma amostra de como seria o dia-a-dia de um Secretário de Saúde ou de um Gestor de uma UBS com o SUS informatizado.

Na tela do seu computador, o Gestor terá acesso a uma série de gráficos e indicadores que lhe mostrará a real situação da saúde do seu Município, dando-lhe condições de levá-la a um novo nível de Gestão.

Nesse artigo, iremos dar uma ênfase nas ferramentas administrativas que estarão disponíveis para o Gestor que escolheu informatizar o seu município para que ele possa, efetivamente, gerir o SUS.

Cada um desses gráficos a seguir devem ser vistos como uma oportunidade para correções de rumo (quando as ações estiverem dando impacto negativo) e para que as ações eficientes sejam padronizadas (quando forem positivas). A gestão eficiente não vê dados de forma isolada e busca a discussão dos indicadores apresentados com todos os membros da sua equipe, em busca de uma melhoria contínua.

Veja a seguir, algumas telas que estarão disponíveis ao Gestor do SUS.

Prontuario Eletrônico no SUS: Número de Atendimentos.

Ao analisar o atendimento do SUS no seu município, é necessário ter uma visão geral do número de atendimentos que as suas UBS’s realizam. Você precisará ficar atento para mudanças radicais e reduções inexplicadas no número de atendimentos à sua população. E alguns questionamentos são relevantes.

Atendimentos por CBO (Geral)

Você sabe quais as especialidades mais realizam atendimentos na sua rede do SUS?

Por quê é importante?

É importante para que você saiba qual tipo de profissional atende a maior demanda dos usuários do SUS. Você poderá perceber discrepâncias e fazer ajuste nesses números.

O quê devo analisar?

É fundamental que você saiba usar esses dados e consiga analisá-los de foram crítica. Lembre-se de fazer uma análise de acordo com o nível de complexidade, analisando tanto a Atenção Básica, a Média Complexidade e a Alta complexidade.

O quê esperar?

O gráfico mostrará a realidade do seu município e você terá que fazer ajustes caso seja necessário. Note no gráfico abaixo que de modo geral (sem analisar o Nível de Atenção), os profissionais que mais atendem à população são os Técnicos de Enfermagem.

Prontuario Eletrônico no SUS

Nota:

Nesse Município, antes da implantação do Prontuário Eletrônico, os Médicos Clínicos eram os profissionais que estavam na frente em número de atendimento à população, evidenciando uma sub-notificação do número de procedimentos pelos profissionais de Nível médio (Técnicos de Enfermagem). Com o prontuário eletrônico, houve melhoria na captação dos procedimentos realizados.

Atendimentos por CBO – Atenção Básica

Observe que é possível filtrar somente os atendimentos da Atenção Básica e fazer uma análise de acordo com o Nivel de Complexidade.

SUS - Atendimento CBO - Atenção Básica.png

Atendimentos por CBO – Média Complexidade

Quando se realiza os filtros pela Média Complexidade, note que o Médico Ginecologista aparece em primeiro lugar.

SUS - Atendimento CBO  Média.png

Análise de Atendimentos por CNES (UBS)?

Também é importante observar o número de Atendimentos que cada UBS está realizando e se esse número é compatível com a população que essa UBS está responsável por atender.

Qual UBS realiza mais atendimentos?

Você sabe qual UBS realiza o maior número de atendimentos em sua cidade?

Por quê é importante?

Sabendo o número de atendimentos de cada UBS você poderá triar o atendimento e adequá-lo às necessidades dos seus cidadãos.

O quê devo analisar?

É bem provável que você já saiba qual UBS atende maior número de pacientes, mas responda-me quantos atendimentos? não sabe? o atendimento está aumentando? Reduzindo? Está estável?

O quê esperar?

De uma UBS específica, você deve esperar que o atendimento aumente ao longo do tempo e que não tenha reduções significativas na quantidade de atendimentos. Também poderá descobrir que uma UBS com maior número de médicos e profissionais não estão dentre as UBS’s que mais atendem, indicando uma necessidade de ajustes.

SUS - Atendimento CNES.png

Analisando a Produção Ambulatorial

Alguns municípios se surpreendem ao conhecer a quantidade real de atendimentos que realizam. Antes da informatização, alguns gestores dizem que “são muitos atendimento”, mas depois de informatizar o SUS eles conseguem dizer extamente o número de procedimentos que foram realizados.

Note no gráfico abaixo que somente após a informatização foi possível determinar o número exato de atendimentos, notando-se, inclusive, uma redução significativa de procedimentos realizados no mês de Dezembro. Seriam as férias? Folgas? Não agendamento pelos pacientes?

SUS - Atendimentos por mês.png

Os atendimentos estão de acordo com o Nível de Complexidade da Atenção Básica?

O quê todo Gestor gostaria é de que a grande maioria dos seus problemas da sua população fossem resolvidos na Atenção Básica. Há diversos estudos científicos que mostram que ela é capaz de resolver até 85% dos problemas de saúde de um município.

Com a informatização, você pode saber exatamente o percentual de atendimentos que estão restritos à Atenção Básica, um ótimo indicador da qualidade no atendimento à sua população.

SUS - Funil de Complexidade.png

O quê devo analisar?

Você deve observar atentamente o percentual de atendimentos restritos à Atenção Básica: quanto maior for o percentual de atendimento na Atenção Básica, melhor.

O quê esperar?

Um bom percentual de atendimentos na Atenção básica seria em torno de 65% do total de atendimentos. Alguns municípios que são referências em sua Micro/Macro-região tem sérios problemas com esse percentual que pode ser bastante pequeno, por volta de 33%, o que é uma situação muito séria.

Quais os Procedimentos Mais Realizados?

Com a informatização, você saberá exatamente qual ou quais procedimentos a sua população mais necessita e realiza em suas UBS’s.

O quê esperar?

Espero que a grande maioria dos atendimentos sejam atendimentos comuns, de custo zero (pela tabela SIGTAP) que possam ser resolvidos no nível da Atenção Básica. Seria terrível para a gestão que um procedimento como Consulta Médica em Atenção Especializada (um procedimento de Média Complexidade) fosse um dos procedimentos mais realizados.

SUS - Ppais Procedimentos.png

Na Atenção Básica:

Quais os procedimentos mais mais realizados que são da Atenção Básica? Basta que você faça o filtro de acordo com o nível de Complexidade.

SUS - Procedimentos Atenção básica.png

Quais Profissionais realizam Mais atendimentos?

Você pode ter o nome de cada um dos Profissionais que mais atendem aos seus cidadãos, fazendo filtros por Nível de Complexidade, por Local de Atendimento (CNES) e outros filtros.

SUS - Profissionais mais atendeme.png

Qual Sexo procura mais o Serviço de Saúde?

Também é possível fazer outras análises que muitas vezes não são analisados, como o percentual de Atendimentos pelo Sexo do Paciente. Note no gráfico abaixo que as mulheres são [realmente] maioria.

Isso não é novidade, mas a diferença é que você sabe, numericamente qual é o percentual em sua cidade.

SUS - Atendimentos por Sexo.png

Como está a Qualidade no Atendimento?

Seria possível prestar um atendimento no SUS com a mesma qualidade que se preseta no setor privado? Será que os pacientes da minha cidade esperam por um atendimento e ficam sentados na sala de espera por mais tempo que na rede privada? Poderíamos fazer esta avaliação?

O quê analisar?

Você pode analisar os minutos em que os pacientes ficam esperando na recepção de cada UBS. É possível criar metas para todos os profissionais e acompanhá-las ao longo do tempo detectando quais profissionais estão deixando seus pacientes esperando mais tempo ou menos tempo.

O quê esperar?

O atendimento em saúde é bastante específico e não é possível que todos os profissionais tenham um tempo de espera padronizado. Como gestor, você discutir com seus médicos uma meta específica para melhorar ainda mais o atendimento aos pacientes.

Por padrão, selecionamos uma meta mínima de 15 minutos de espera e uma meta máxima de 30 minutos de espera na recepção.

O quê você acha desse tempo? acha muito? pouco? qual a sua opinião?

Qual Profissional Atrasa mais para Atender?

Trabalhando com metas específicas, você pode descobir desvios e atrasos além do esperado e ajudar ao profissional a estabelecer uma agendamento mais adequado, com maior tempo para o atendimento ou analisar outros possíveis motivos para a espera além da meta.

O importante é analisar os dados de forma inteligente, discutindo sempre e fazendo ajuste de metas para cada caso específico.

SUS - Atraso profissional.png

De forma geral, como está a evolução no Tempo de Espera?

Com a visualização mensal do tempo de Atraso, é possível detctar meses em que os seus pacientes esperaram mais tempo (seta vermelha) na recepção e aqueles meses em que o atendimento foi menos demorado (seta azul).

SUS - Atraso profissional linha.png

Mostre esses números para sua equipe de trabalho e faça ajustes para estar sempre melhorando.

Qual CNES Atrasa mais para Atender seus Pacientes?

Você também pode fazer uma análise do tempo de espera por cada uma das UBS’s que realizam atendimento pelo SUS.

SUS - Atraso CNES.png

Essa análise é importante para dar maior satisfação aos pacientes e mais benefícios para todos.

Qual CNES está acima da Meta de Espera no Atendimento?

Fazendo uma análise detalhada, descubra qual CNES precisa melhorar seu agendamento e a forma como os pacientes são atendidos – veja o gráfico abaixo.

SUS - CNES Espera.png

Qual o Percentual de Atraso por Profissinal, em determinado CNES?

Essa análise pode ser feita de forma bastante detalhada, sendo possível descobrir qual profissional é responsável pelo maior percentual de atraso em sua UBS, permitindo ações bastante especificas.

SUS - Espera.png

Análise dos Exames Solicitados

A solicitação de exames complementares é parte do atendimento em saúde o que não significa que você possa dispensar a análise.

O quê devo analisar?

Imagine que você note (ou surpreenda-se) de que seus médicos estão solicitando muito o exame de Ultrasonografia abdominal – você pode pensar em adquirir um aparelhho de Ultrasom e economizar com exames terceirizados.

O quê esperar?

Não dá para dizer ao certo o quê esperar dessa análise, pois dependerá das características dos seus cidadãos, mas não seria surpresa de que o Hemograma seja o exame mais solicitado. Você acha que na sua cidade seria diferente?

Quais Exames são Mais Solicitados?

Descubra quais exames são mais mais solicitados pelos profissionais e discuta formas de melhorar o gasto do seu município.

Quais os Exames Mais solicitados?

Veja que o Hemograma é um dos principais exames que são solicitados, mas é possível que você descubra outros procedimentos muito solicitados pelos seus médicos.

SUS - Solicitações.png

Qual o impacto financeiro dessas Solicitações?

Os exames complementares são exames de Média ou Alta complexidade e o seu município deverá utilizar da verba do MAC (Média/Alta Complexidade). Assim, é fundamental que você detecte transtornos o mais rapidamente possível.

É sabido por todos que a demanda por exames complementares tende a aumentar a cada dia e, por outro lado, que a sua Cota de recursos vindos do MAC são praticamente fixos. Portanto, analisar o impacto financeiro das solicitações feitas pelos médicos é fundamental.

Reúna e discuta com os profissionais quais ações podem ser tomadas para manter um número de exames complementares próximos da realidade do seu município.

SUS - solicitações R$.png

Há municípios que fazem protocolos padronizados de exames a serem solicitados de acordo com as situações clínicas de cada grupo de pacientes. Isso pode ajudar bastante.

SUS - Valor dos Procesimentos solicitados.png

Qual CNES mais faz Solicitações de Especialistas?

No gráfico abaixo, é possível notar que as UBS’s solicitam mais atendimentos de especialistas que a Policlínica Municipal, o que é óbvio. Mas você poderia se perguntar, por quê a primeira UBS solicita mais encaminhamentos que as demais? Há um motivo especial?

sus - cnes solicitantes.png

Quais profissionais Solicitam os Mais Procedimentos?

Para uma análise mais detalhada, também é possível encontrar os profissionais que solicitam mais procedimentos e pedem mais exames.

Mais uma vez, é importante fazer uma análise inteligente desses gráficos e informações, pois cada especialidade tem suas características próprias. Por exemplo: um Cardiologista solicita muito mais exames que um Dermatologista e isso deve ser levado em conta.

SUS - Prof.Solicitantes.png

Assim, relembro que nenhum desses gráficos devem ser analisados friamente, sem uma avaliação técnica inteligente.

Na Central de Marcação de Consultas e Procedimentos:

Habitualmente, depois que o médico solicita os exames, estes são direcionados para a Central de Marcação de Consultas e Procedimentos para que sejam agendados para os Prestadores Próprios ou Terceirizados, que tenham contrato com a Secretaria de Saúde.

Qual a Situação dos Exames Solicitados na Central de Marcação de Consultas?

Com a informatização, além de serem automaticamente enviados para a Central de Marcação, o exames entram em uma fila de avaliação e são categorizados em Status: Pendente, Negado, Liberado e Agendado.

Assim, o Gerente da Central de Marcação e o próprio Secretário de Saúde pode ter uma visão completa da sua fila de Solicitações.

SUS - CMC.png

Como Analisar?

Já imaginou o quão importante seria se você soubesse quantos pacientes esperam por atendimento de um Cardiologista ou por uma Cirurgia de hérnia? Sabendo dessa informação, você poderia contratar um cirurgião Geral para realizar 23 cirurgias de hérnia na sua cidade (aquelas já com Status Liberadas na Central de Marcação), sem que seja necessário avaliar papeladas e informações desencontradas.

Na Farmácia:

Por fim, mas não menos importante, você poderá fazer uma análise completa dos medicamentos mais prescritos no seu município.

Quais os Medicamentos Mais Prescritos?

Parece óbvio que conhecer o número exato de prescrições feitas pelos médicos é importantíssimo para qualquer gestor de Farmácia, pois permitirá que ele faça suas compras de forma mais acertada, evitando que medicamentos faltem na sua Farmácia Central.

SUS - Medicaçãoo.png

 

E então, o quê achou?

Nesse post, optamos por apresentar uma amostra de alguns poucos gráficos que estão disponíveis para o Gestor de Saúde que administra uma secretaria de Saúde, o quê você achou?

Gostaria de ter acesso aos dados do seu município? Deseja uma análise diferente e específica? Entre em contato conosco.

Há algum gráfico ou situação que você queira comentar? Há alguma análise que você gostaria que fosse feita e que não foi apresentada nesse artigo? Gostaria muito que você enriquecesse esse artigo com seus comentários.

Siga-me

Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista, Estudioso de SUS e Informática médica.
CEO/Diretor da empresa MeuProntuário.net.
Siga-me
Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.