O PMAQ cobra: Elimine a Burocracia!

O PMAQ cobra: Elimine a Burocracia!

As Unidades Básicas de Saúde são a porta de entrada mais importante do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo desses Postos é atender até 80% dos problemas de saúde da população, sem que haja a necessidade de encaminhamento para hospitais.

Portanto, concluímos que os Postos de Saúde sempre se encontram lotados, e a organização das equipes de saúde é fundamental para que seja prestado um serviço qualitativo para toda a população.

É essencial, que todos os profissionais de saúde (médicos e enfermeiros) estabeleçam métodos para simplificar as consultas e tratamentos prestados aos pacientes, possibilitando uma maior rotatividade nos Postos de Saúde para que todos possam desfrutar ao máximo das funcionalidades do SUS.

Mas deve-se deixar bem claro que o maior vilão da superlotação dos Postos de Saúde é a burocracia, dificultando processos que poderiam e se tornam bem simples se olharmos de um ângulo prático.

Por exemplo, existe uma demanda significativa de pacientes que participam de programas ou grupos prioritários de cuidado continuado (hipertensão ou diabetes) que vão aos Postos de Saúde com a necessidade de tentar o agendamento de uma consulta para renovar uma simples receita.

Chegamos no “ponto chave” da nossa questão, o PMAQ quer saber se sua equipe e Posto de Saúde em geral executam procedimentos burocráticos, dessa forma, será perguntado pelo Avaliador Externo (PMAQ):

“A equipe realiza renovação de receitas para os usuários de cuidado continuado/de programas como hipertensão e diabetes, SEM A NECESSIDADE de marcação de consultas médicas”?

Evidentemente, nesses casos, marcar consultas é algo extremamente desnecessário. Reflita você mesmo: todos os pacientes que participam de programas ou grupos de cuidado continuado se direcionam ao Posto de Saúde regularmente para renovar a receita médica do seu tratamento.

Logicamente, os pacientes já sabem o que precisam, não é necessário, portanto, que o Posto de Saúde marque uma “consulta” onde se deve haver um contato direto (diálogo) entre médico e paciente.

Lembre-se, o diálogo e questionamento entre médico e paciente só é preciso quando o paciente têm duvidas de sua situação clínica.

Para facilitar a nossa explicação, veja um esquema abaixo retratando um procedimento Burocrático, referente a renovação de receitas de usuários SUS que fazem parte de programas ou grupos continuados:

Esquema Burocrático

O PMAQ quer que todo esse esquema Burocrático seja excluído de vez dos Postos de Saúde. Através da utilização de Sistemas Informatizados (Agenda + Prontuário Eletrônico) é possível que os médicos e enfermeiros se organizem para que não ocorra a marcação de uma “consulta” (diálogo entre médico e paciente) para a renovação de uma simples receita.

A razão disso se dá pela grande agilidade dos Sistema Eletrônicos, sendo possível renovar e imprimir uma receita médica em questão de segundos, pois as dosagens corretas do remédio já estão e são pré-estabelecidas pelo Prontuário Eletrônico)!

Veja, no esquema abaixo, como organizar sua Equipe para renovar receitas de usuários que façam parte de tratamento continuado, da forma que o PMAQ deseja:

Esquema com o MeuProntuário

 

Esta é mais uma prova de como os Sistemas Informatizados (Prontuário Eletrônico + Agenda Informatizada) conseguem realizar os procedimentos solicitados pelo PMAQ.

 

Siga-me

Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista, Estudioso de SUS e Informática médica.
CEO/Diretor da empresa MeuProntuário.net.
Siga-me
Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.