PMAQ – Saúde da Mulher: Como Avaliar?

PMAQ – Saúde da Mulher: Como Avaliar?

Um dos blocos de Indicadores do PMAQ é o PMAQ – Saúde da Mulher, principalmente as Gestantes. Nesse grupo, há 7 inidicadores de saúde que devem ser analisados com cuidado pela Equipe de Saúde para prestar um serviço cada vez melhor para a população. Confira como o seu município deve analisar cada um desses gráficos e indicadores.

PMAQ – Tudo Sobre PMAQ – Seus Indicadores PMAQ – Como Implantar PMAQ – Em sua Cidade 

 

Como Ler Essa Série de Artigos:

Nesta série de Artigos, você verá como analisar o PMAQ de forma inteligente, utilizando Gráficos de Avaliação diretamente na tela do seu computador e verá como implantar todos esses Gráficos em sua cidade em até 7 dias. Clique em um dos links abaixo para conhecer cada um dos indicadores.

  1. O quê é o PMAQ – Guia Completo.
  2. Indicadores do PMAQ:
  3. Área: Saúde da Mulher [Você está aqui]
  4. Área: Saúde da Criança
  5. Área: Controle de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial Sistêmica
  6. Área: Saúde Bucal
  7. Área: Produção Geral
  8. Área: Vigilância – Tuberculose e Hanseníase
  9. Área: Saúde Mental
  10. Avaliando o PMAQ por Microárea – Separando o “Joio do Trigo”
  11. Indicadores do PMAQ – Como Implantar em 7 dias

 

1.1 PMAQ – Saúde da Mulher: Proporção de gestantes cadastradas pela equipe:

O primeiro indicador do PMAQ – Saúde da Mulher é a Proporção de gestantes cadastradas pela equipe de Atenção Básica: É o Percentual de gestantes cadastradas pela equipe de Atenção Básica em relação ao total de gestantes estimadas para área de adscrição da equipe, no período considerado.

Analisa a captação das gestantes para realização do Pré-natal com a equipe de Atenção Básica da área onde as gestantes residem, permitindo a análise da proporção de gestantes cadastradas no SIAB, em função do quantitativo de gestantes estimadas para determinado local e período.

 

PMAQ - Saúde da Mulher

PMAQ – Saúde da Mulher

1.2 Média de Atendimento Pré-Natal por Gestante Cadastrada:

O segundo indicador do PMAQ – Saúde da Mulher é o Atendimento Pré-Natal por Gestante Cadastrada:

Conceito: analisa a média de atendimentos de pré-natal, realizados por médico e enfermeiro da equipe de Atenção Básica, por gestante cadastrada em determinado local e período.

Ao estimar a média de atendimentos por gestante cadastrada, permite uma análise da suficiência da oferta desses atendimentos diante da demanda potencial das gestantes cadastradas.

Dados extraídos de uma base limpa do SIAB apontam, em 2010, uma média de 7 atendimentos/gestante, com uma variação entre 5 (SP e MG) e 9 (AL, PB, SE, CE).

 

PMAQ - Saúde da Mulher 1.2

1.3 Proporção de gestantes que Iniciaram Pré-Natal no Primeiro Trimestre:

O terceito indicador do PMAQ – Saúde da Mulher é a Proporção de Gestantes que Iniciaram o Pré-Natal no Primeiro Trimestre.

Conceito: percentual de gestantes cadastradas que iniciaram o pré-natal no 1º trimestre, em determinado local e período.
Esse indicador avalia a precocidade do acesso ao acompanhamento pré-natal. A captação de gestantes para início oportuno do pré-natal é essencial para o diagnóstico precoce de alterações e intervenção adequada sobre condições que vulnerabilizam a saúde da gestante e da
criança.

Segundo dados extraídos de uma base limpa do SIAB (2010), em média, 79% das gestantes acompanhadas pelos ACS teriam começado o pré-natal no 1º trimestre, com uma variação entre 56% (AC) a 89% (SP).

Periodicidade: Mensal
Função do Indicador no PMAQ: Avaliação de Desempenho

Limitações:
O desconhecimento da data da última menstruação e inconsistências no registro da idade gestacional.

PMAQ - Saúde da Mulher 1.3

 

1.4 Proporção de gestantes com Pré-Natal em dia:

Conceito: percentual de gestantes que estão com o pré-natal em dia em relação ao total de gestantes cadastradas, em determinado local e período.

Em alguma medida, esse indicador permite inferir as condições de acesso ao pré-natal. Esse indicador depende da adesão da gestante ao atendimento de pré-natal e do acolhimento e acessibilidade da equipe de atenção básica.

O início do pré-natal no primeiro trimestre e a regularidade das consultas são condições essenciais para o alcance de um número satisfatório de atendimentos com qualidade. A atenção
pré-natal deve ter uma média de 7 atendimentos durante a gestação (pelo menos uma no primeiro trimestre, duas no segundo trimestre e três no terceiro trimestre), além da consulta de puerpério.

Esse indicador permite avaliar a adesão e regularidade ao acompanhamento Pré-Natal. Dados extraídos de uma base limpa do SIAB apontam que, em 2010, 90% das gestantes acompanhadas pelos ACS estariam com o pré-natal em dia, com uma variação entre 66% (DF) a
96% (MT).

Periodicidade: Mensal

Função do Indicador no PMAQ: Avaliação de Desempenho

PMAQ - Saúde da Mulher 1.4

1.5 Proporção de gestantes com Vacinas em Dia:

Conceito: percentual de gestantes cadastradas que estão com a vacina toxóide tetânico em dia, no mesmo local e período.

Esse indicador mede a cobertura vacinal de toxóide tetânico entre as gestantes cadastradas na área da equipe de Atenção Básica, a partir dos dados provenientes do acompanhamento das gestantes por meio de visitas domiciliares regulares. É influenciado por fatores socioeconômicos e culturais, assim como pelas condições de acesso da população à Unidade Básica de Saúde. Em geral, os segmentos populacionais com níveis socioeconômicos menos favorecidos apresentam menores coberturas vacinais.

A cobertura de planos privados e a utilização de clínicas privadas de vacinação não devem interferir de forma significativa nesse indicador, considerando que a imunização é uma das ações básicas mais utilizadas por todas as classes sociais na rede pública de serviços do SUS e que essa informação deve ser coletada nas visitas a todos os domicílios da área da equipe, referindose à situação vacinal de cada gestante acompanhada, independente do local onde tenha sido imunizada.

Esse indicador subsidia o planejamento, gestão e avaliação das ações voltadas para a atenção pré-natal, em especial a vacinação de gestantes contra o tétano.

Dados de 2010, obtidos de uma base limpa do SIAB, apontam que 93% das gestantes acompanhadas pelos ACS (vinculados à ESF) estariam com a vacinação em dia, com uma variação entre de 67% (DF) a 98% (CE).

Periodicidade: mensal

Limitações:
Interpretação incorreta dos critérios adotados para classificar as gestantes de acordo com a situação vacinal.

PMAQ - Saúde da Mulher 1.5

 

 

1.7 Proporção de gestantes acompanhadas por Visitas Domiciliares:

Conceito: percentual de gestantes acompanhadas por meio de visitas domiciliares, em relação às cadastradas, em determinado local e período.
Mede a proporção de gestantes acompanhadas por meio de visitas domiciliares e permite avaliar possíveis dificuldades na realização das visitas, além de subsidiar o planejamento, gestão e avaliação das ações voltadas para a atenção pré-natal.

O objetivo desse acompanhamento é o monitoramento da situação de saúde de todas as gestantes da área, independente de onde elas estejam fazendo o pré-natal, de modo a estimular a adesão regular ao pré-natal, estimular hábitos de vida e condutas saudáveis e seguras, além da
possibilidade de identificar situações de risco que exijam intervenções oportunas para proteção da gestante e do concepto.

PMAQ - Saúde da Mulher 1.7.1

Há també a possibilidade de se identificar em qual MICROÁREA o acompanhamento desta Gestante está deficiente. Veja o Gráfico Abaixo.

 

PMAQ - Saúde da Mulher 1.7

Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.