PMAQ – Saúde Mental

O quinto bloco de Indicadores é o PMAQ – Saúde Mental. Nesse grupo, há 4 indicadores de saúde que devem ser analisados com cuidado pela Equipe de Saúde aos pacientes com problemas de Saúde Mental. Confira como o seu município deve analisar cada um desses gráficos e indicadores.

PMAQ – Tudo Sobre PMAQ – Seus Indicadores PMAQ – Como Implantar PMAQ – Em sua Cidade 

 

Como Ler Essa Série de Artigos:

Nesta série de Artigos, você verá como analisar o PMAQ de forma inteligente, utilizando Gráficos de Avaliação diretamente na tela do seu computador e verá como implantar todos esses Gráficos em sua cidade em até 7 dias. Clique em um dos links abaixo para conhecer cada um dos indicadores.

  1. O quê é o PMAQ – Guia Completo.
  2. O quê ganho com o PMAQ?
  3. Área: Saúde da Mulher
  4. Área: Saúde da Criança
  5. Área: Controle de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial Sistêmica
  6. Área: Saúde Bucal
  7. Área: Produção Geral
  8. Área: Vigilância – Tuberculose e Hanseníase
  9. Área: Saúde Mental [Você está aqui]
  10. Avaliando o PMAQ por Microárea – Separando o “Joio do Trigo”
  11. Indicadores do PMAQ – Como Implantar em 7 dias

 

5.1 PMAQ – Proporção de atendimentos em Saúde Mental, exceto de usuários de
álcool e drogas:

Conceito: percentual de atendimento sem Saúde Mental realizados por médico e enfermeiro, exceto para usuários de álcool e drogas, em relação ao total de atendimentos.

Permite conhecer a participação dos atendimentos de Saúde Mental na produção total de atendimentos de médico e enfermeiro realizados pela equipe.

Esse indicador pretende evidenciar o quanto a equipe tem se dedicado ao cuidado à saúde mental (depressão, transtornos de ansiedade, transtornos psicóticos, etc), podendo indicar o quanto a equipe está sensível à questão.

O monitoramento dele auxilia as equipes a planejarem e avaliarem suas ações e a ampliarem o acesso a esses portadores, suas famílias e a comunidade. Além disso, pode contribuir para orientar as iniciativas de intervenção em relação ao cuidado dos pacientes com problemas relacionados à saúde mental, assim como as intervenções com familiares e com a comunidade.

Considerando que o acompanhamento continuado dos pacientes pode requerer visitas domiciliares, recomenda-se que, no registro de qualquer atendimento domiciliar de pacientes vinculados a atendimento continuado, como o de saúde mental, o profissional (médico ou
enfermeiro) faça o registro tanto no campo “visita” como no campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro em saúde mental”; desse modo, quando esses atendimentos forem feitos no domicílio, também serão considerados no cálculo do indicador, apesar da sua fórmula considerar apenas o campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro em saúde mental”.

Função do Indicador no PMAQ – Saúde Mental: Monitoramento

Periodicidade: Mensal

 

7.2 PMAQ – Proporção de atendimentos de usuário de álcool:

Conceito: percentual de atendimentos de usuário de álcool sobre total de atendimentos realizados por médico e enfermeiro.
Esse indicador pretende evidenciar o quanto a equipe tem se dedicado ao cuidado aos usuários de álcool, podendo indicar o quanto a equipe está sensível a essa questão.

O monitoramento dele auxilia as equipes a planejarem e avaliarem suas ações e a ampliarem o acesso a esses usuários, suas famílias e a comunidade. Permite conhecer a participação dos atendimentos aos usuários de álcool na produção total de atendimentos de médico e enfermeiro realizados pela equipe.

Considerando que o acompanhamento continuado dos pacientes pode requerer visitas domiciliares, recomenda-se que, no registro de qualquer atendimento domiciliar de pacientes vinculados a atendimento continuado, como o de usuário de álcool, o profissional (médico ou
enfermeiro) faça o registro tanto no campo “visita” como no campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro: usuário de álcool”; desse modo, quando esses atendimentos forem feitos no domicílio, também serão considerados no cálculo do indicador, apesar da sua fórmula considerar apenas o campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro: usuário de álcool”.

Função do Indicador no PMAQ – Saúde Mental: Monitoramento.

Periodicidade: Mensal

== GRÁFICO ==

 

7.3 Proporção de atendimentos de usuário de drogas:

Conceito: percentual de atendimentos de usuários de drogas em relação a todos os atendimentos realizados pelo médico e enfermeiro.

Permite conhecer a participação dos atendimentos aos usuários de drogas na produção total de atendimentos de médico e enfermeiro realizados pela equipe.

Esse indicador pretende evidenciar o quanto a equipe tem se dedicado ao cuidado aos usuários de drogas, podendo indicar o quanto a equipe está sensível à questão. O monitoramento dele auxilia as equipes a planejarem e avaliarem suas ações e a ampliarem o acesso a esses
usuários, suas famílias e a comunidade.

Considerando que o acompanhamento continuado dos pacientes pode requerer visitas domiciliares, recomenda-se que, no registro de qualquer atendimento domiciliar de pacientes vinculados a atendimento continuado, como o de usuário de drogas, o profissional (médico ou
enfermeiro) faça o registro tanto no campo “visita” como no campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro: usuário de drogas”; desse modo, quando esses atendimentos forem feitos no domicílio, também serão considerados no cálculo do indicador, apesar da sua fórmula
considerar apenas o campo “Tipo de atendimento de médico e enfermeiro: usuário de drogas”.

Função do Indicador no PMAQ – Saúde Mental: Monitoramento.

Periodicidade: mensal

=== GRÁFICO ===

 

7.4 Taxa de prevalência de alcoolismo

Conceito: proporção de pessoas dependentes de álcool na população cadastrada com 15 anos ou mais.

Esse indicador reflete a proporção de alcoolistas na população com 15 anos ou mais na área de abrangência da equipe. De acordo com o I Levantamento Nacional sobre os padrões de consumo de álcool na população brasileira (2007), do total da população com 18 anos ou mais, 9% seria dependente de bebidas alcoólicas.

Ressalta-se a importância da identificação precoce de pessoas com consumo considerado de risco nas ações de prevenção do uso abusivo de álcool. A Organização Mundial da Saúde considera consumo de risco a ingestão superior a 2 doses diárias para homens e a 1 dose para
mulheres.

O acompanhamento e monitoramento do indicador auxiliam as equipes a planejarem suas ações e a ampliarem a qualidade da atenção prestada aos usuários de álcool, suas famílias e comunidade.

É importante ressaltar que o consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode causar dependência e está relacionado a vários agravos (violência, suicídio e acidentes de transito) e doenças, como cirrose alcoólica, pancreatite alcoólica, demência, polineuropatia, miocardite, desnutrição, hipertensão arterial, infarto do miocárdio e certos tipos de câncer (boca, faringe, laringe, esôfago e fígado) (Ripsa, 2008).

O monitoramento desse indicador permite avaliar em que medida as equipes de atenção básica estão identificando os usuários com consumo excessivo de álcool no seu território. O resultado desse indicador poderá ser comparado às estimativas de indivíduos que consomem
bebidas alcoólicas de forma abusiva.

Função do Indicador no PMAQ – Saúde Mental: Monitoramento.

Periodicidade: Mensal

=== GRÁFICO ===

Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.