Sim, é importante informatizar seu município!

Sim, é importante informatizar seu município!

Atualmente, pequenas cidades brasileiras, com população de até 10 mil habitantes, enfrentam problemas na área da saúde no que se refere ao atendimento geral da população, sendo mais especifico, esses problemas ocorrem mais necessariamente na Atenção Básica.

Grande parte desses municípios possuem, na maioria das vezes, somente UBS’s como estabelecimentos de saúde disponíveis para atender toda a população. Também é preocupante que muitas dessas cidades chegam a ter somente 1 (uma) única UBS em funcionamento.

Ineficiência e Superlotação nas UBS’s: A saúde em completa desordem!

Pensando de uma maneira prática e real: Oferta = serviços disponibilizados pelas UBS’s e Demanda = População do município.

São estas as razões pelas quais as Unidades Básicas de Saúde entram em crise e, consequentemente, comprometem toda a saúde do município, pois estes Postos atendem a 80% dos problemas de saúde da população e logicamente sempre estarão lotados.

Por isso, pela grande procura de atendimento, as Unidades de Saúde (Atenção Básica) devem ser extremamente “ágeis” e resolver, de forma eficiente é claro, o mais rápido possível os problemas de saúde da população, dando rotatividade ao atendimento – ofertando “vaga”, no sentido exato da palavra, para que outros pacientes também possam ser atendidos.

Não havendo agilidade no atendimento das UBS’s, a saúde do seu município está ou se tornará um caos. “Atrasos e Demoras”, nós podemos apontar esses dois termos como os principais fatores que tornam a saúde do seu município uma real desordem!

Na prática, quando existe no Posto demora em conseguir agendar consultas, marcar ou solicitar um exame, diagnósticar um paciente, dar o resultado de um atendimento e principalmente atrasos médicos, cada vez, mais e mais, as Unidades de Saúde vão se encontrar superlotadas, não conseguindo atender o seu município.

Para um melhor esclarecimento, veja o esquema abaixo:

UBS Não Informatizada.

 

FLUXOGRAMA #

NÃO INFORMATIZAÇÃO – Saúde Precária e Ineficiente!

Agora, indo direto ao “ponto”, nós podemos dizer que os eventuais problemas na saúde (Atenção Básica) do seu município, como demora (ineficiência) no atendimento e consequente superlotação nos Postos, giram em torno da “Não Informatização”, ou seja, inexistência de prontuários eletrônicos e agendas informatizadas.

Por exemplo, agendas de papel tornam a marcação de consultas mais demorada, é trabalhoso (toma tempo) e muitas vezes é impossível encontrar horários vagos nessas agendas.

Lembrando também que o agendamento no papel não é concentrado. Existe uma agenda para cada profissional de saúde (médico e enfermeiro), proporcionando assim, mais ineficiência e demora na marcação de consultas.

Portanto, a “lentidão” no atendimento das Unidades e natural superlotação começam de início na ineficiência desse procedimento (marcação de consultas).

Seguindo o raciocínio, também fazendo uso de prontuários de papel, as Unidades de Saúde sempre terão um mau atendimento.

Por serem difíceis por natureza de se manusear, incluir ou encontrar exames e procedimentos dos pacientes, esses prontuários tornam a resolução dos atendimentos mais demorada, dificultando e impedindo a rotatividade (vaga) nos Postos de Saúde.

O município também tem prejuízo (gasta mais dinheiro), pois os prontuários de papel, na medida em que dificultam o conhecimento do tratamento dos pacientes, proporcionam a repetição de exames, equipamentos e serviços ofertados pelas UBS’s.

Mude esse quadro – Melhore a saúde do seu município!

Informatização, esse é o início e caminho. Sistemas Informatizados (prontuários eletrônicos + agendas informatizadas) tornam as UBS’s mais ágeis no atendimento prestado à população.

Encontrar horários vagos e agendar consultas são procedimentos ágeis e rápidos quando se faz uso de sistemas informatizados.

Comparando, prontuários eletrônicos são o contrário de prontuários de papel: Mais eficientes, práticos, economizam espaço, facilitam a resolução dos atendimentos, reduzem a repetição de exames, uso de equipamentos e serviços ofertados pelas UBS’s.

Por isso, sistemas informatizados geram economia para o seu município, agilizam o atendimento e combatem a lotação nos Postos de Saúde.

Mas poucos vão mais além e se preocupam por completo com a gestão do SUS. Um exemplo é o  MeuProntuário, que da a oportunidade de você resolver por completo os problemas no atendimento do seu município,  como a questão dos atrasos dos profissionais médicos nos Postos de Saúde, informando por UBS qual ou quais médicos e enfermeiros se atrasam mais.

O que você acha!? É importante informatizar seu município?

 

Dr. Leonardo Alves
Siga-me

Dr. Leonardo Alves

Médico, Cardiologista, Estudioso de SUS e Informática médica.
CEO/Diretor da empresa MeuProntuário.net.
Dr. Leonardo Alves
Siga-me
Shares
Share This

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

Compartilhe!

Compartilhe esse post com amigos!

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.