PMAQ – Saúde da Mulher: Como Avaliar?

PMAQ – Saúde da Mulher: Como Avaliar?

Um dos blocos de Indicadores do PMAQ é o PMAQ – Saúde da Mulher, principalmente as Gestantes. Nesse grupo, há 7 inidicadores de saúde que devem ser analisados com cuidado pela Equipe de Saúde para prestar um serviço cada vez melhor para a população. Confira como o seu município deve analisar cada um desses gráficos e indicadores. PMAQ – Tudo Sobre PMAQ – Seus Indicadores PMAQ – Como Implantar PMAQ – Em sua Cidade    Como Ler Essa Série de Artigos: Nesta série de Artigos, você verá como analisar o PMAQ de forma inteligente, utilizando Gráficos de Avaliação diretamente na tela do seu computador e verá como implantar todos esses Gráficos em sua cidade em até 7 dias. Clique em um dos links abaixo para conhecer cada um dos indicadores. O quê é o PMAQ – Guia Completo. Indicadores do PMAQ: Área: Saúde da Mulher [Você está aqui] Área: Saúde da Criança Área: Controle de Diabetes Mellitus e Hipertensão Arterial Sistêmica Área: Saúde Bucal Área: Produção Geral Área: Vigilância – Tuberculose e Hanseníase Área: Saúde Mental Avaliando o PMAQ por Microárea – Separando o “Joio do Trigo” Indicadores do PMAQ – Como Implantar em 7 dias   1.1 PMAQ – Saúde da Mulher: Proporção de gestantes cadastradas pela equipe: O primeiro indicador do PMAQ – Saúde da Mulher é a Proporção de gestantes cadastradas pela equipe de Atenção Básica: É o Percentual de gestantes cadastradas pela equipe de Atenção Básica em relação ao total de gestantes estimadas para área de adscrição da equipe, no período considerado. Analisa a captação das gestantes para realização do Pré-natal com a equipe de Atenção Básica da área onde...

Níveis de Complexidade: Conheça-os, ou eles podem ruir com sua Gestão SUS

Todos sabemos da importância da Atenção Básica para a Gestão SUS e estudos consagrados afirmam que 85% das necessidades da população poderiam ser resolvidos nesse nível de Atenção (chamada primária). Veja, neste artigo, como fazer uma análise completa dos procedimentos da sua cidade e analise a distribuição dos atendimentos pelo nível de Complexidade – você poderá descobrir graves Problemas de assistência que serão muito úteis em sua Gestão. Por isso, apresentamos o exercício abaixo para que você mesmo faça a avaliação da sua cidade. No exemplo, temos três cidades fictícias.     Como está a distribuição dos atendimentos nesse grupo de cidades? No exemplo mostrado abaixo, há três cidades reunidas em um só gráfico do tipo FUNIL onde você já percebe que a Atenção Básica apresenta a maior quantidade de atendimentos, seguido da Média Complexidade e, por fim, a Alta Complexidade (o menor deles). Mas a distribuição dos procedimentos está adequada? (lembrando que 85% dos atendimentos deveriam estar na Atenção Básica). Instruções: Você pode clicar no filtro que há no gráfico para escolher dentre uma das três cidades – ou clicar em RESTAURAR para voltar para o gráfico original. Há duas opções de Filtros: CIDADE e DATA     De antemão, podemos perceber a seguinte distribuição: Atenção básica: 37,3% dos atendimentos. Média Complexidade: 35,3% dos atendimento; Alta Complexidade: 27,4% dos atendimentos;   Conforme vimos no artigo anterior, há uma distribuição bastante danosa e muito longe da meta para a Atenção Básica (85%) já testada e atingida. Façamos um Exercício: Qual delas tem a melhor distribuição dos atendimentos entre os três níveis de Atenção. Note a Presença de Três cidades: Cidade: 1111111, Cidade: 2222222 e Cidade: 3333333   Na...
Atenção básica: solução de 85% dos problemas do SUS.

Atenção básica: solução de 85% dos problemas do SUS.

Você sabia que 85% das necessidades de saúde da sua população poderiam ser resolvidos na Atenção Básica? Há vários estudos que confirmam esta afirmação. O problema é que já existe um histórico de distorções que você, novo secretário de saúde sofrerá para resolver. Você acha que 85% é um número grande demais? Veja como chegaram nesse número e como não perder uma excelente oportunidade de melhorar sua gestão.   Benefícios da Informatização? O Gestor Informatizado! Convença sua equipe? Como Licitar.   O quê é Atenção Básica, no SUS? Em nosso primeiro Infográfico, fizemos uma divisão didática dos departamentos funcionais da saúde do seu município (clique aqui e veja) e a Atenção Básica era um deles – aliás, um dos mais importantes.  A Atenção Básica é um dos Níveis de Atenção do SUS que tem como principal estratégia, a Saúde da População (não do indivíduo, em si), como discutimos nesse post. Ela é a Porta de Entrada do cidadão no SUS e o local responsável por organizar o cuidado com a saúde dos indivíduos, família e da população, ao longo do tempo. E-Book – 3 sinais de que a Saúde do seu Município vai mal [e pode piorar]!   85% dos Problemas de saúde, resolvidos na Atenção Básica. E foi uma estudiosa chamada Bárbara Starfield, em 1994 (foto) que percebeu que 85% dos problemas de saúde da população poderiam ser resolvidos ao nível da Atenção Primária/básica. Ela conseguiu este feito: com uma ação coordenada, realizando serviços preventivos, curativos, reabilitadores e de promoção da Saúde enfim, trabalhando em equipe, e formando uma rede de atenção e cuidado, isso lá em 1994,...

PMAQ – Avaliação externa

Avaliação externa O PMAQ avaliará a estrutura das unidades de saúde? Sim, no processo de avaliação externa será avaliada a estrutura das unidades básicas. No instrumento autoavaliativo – Autoavaliação para a Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica: AMAQ, que o DAB oferecerá, consta entre os padrões de qualidade a dimensão infraestrutura e equipamentos das UBS. Leia...

PMAQ – SIAB

SIAB As Unidades Básicas de Saúde terão que alimentar o SIAB? Sim, mas para isso o SCNES está sendo modificado para cadastrar as equipes de UBS e o SIAB, em versão posterior a 6.4, por meio do arquivo TXT gerado no SCNES, contemplará o registro dessas equipes. Obs.: A versão do SIAB para as equipes de UBS estará disponível para download acessando o site do DATASUS: http://siab.datasus.gov.br > Downloads > Produtos para download. O SIAB vai gerar os relatórios dos indicadores do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade? Não. Os relatórios dos indicadores da PMAQ serão gerados por um aplicativo específico, e serão disponibilizados no próprio portal PMAQ para que possam ser monitorados. Quais implementações foram realizadas no SIAB versão 6.4 – Módulo Municipal? Uma dessas mudanças do SIAB diz respeito à inclusão de campos relacionados ao cadastramento familiar, quando deverão ser registradas informações sobre Famílias Beneficiárias do Programa Bolsa Família e/ou inscritas em algum Programa Social do Governo Federal, e a produção complementar dos profissionais de nível superior (médico, enfermeiro e cirurgião dentista). A nova ficha (Relatório PMA2-Complementar) de preenchimento desses profissionais acima citados contém informações que caracterizam as consultas médicas quanto ao tipo de demanda (imediata ou agendada), cuidado continuado e urgência com observação; classificam os tipos de atendimento médico e de enfermagem quando referentes à área de saúde mental ou a usuários de drogas ou de álcool; e, destacam os procedimentos realizados pelo cirurgião dentista quanto aos tipos de atendimento, encaminhamentos à atenção secundária e diagnósticos de alteração da mucosa. As demais mudanças envolvem a adaptação dos módulos do sistema para contemplar os novos tipos...