Marketing Médico: 3 razões para anotar o Celular do paciente!

Marketing Médico: 3 razões para anotar o Celular do paciente!

Doutor, se você não sabe ainda, é melhor dar extrema importância, pois logo de entrada,na recepção de sua Clínica, a simples ação de suas Secretárias anotarem o celular do paciente durante a criação de cadastros, irá trazer e preservar um público cada vez maior de pacientes – Estamos falando do famoso Marketing! Entretanto, talvez não seja do conhecimento de muitos médicos, mas o Marketing está diretamente ligado a nossa profissão. Existe uma concorrência feroz no mercado de trabalho entre qualquer tipo de profissional e por isso, não é novidade que você está disputando a todo tempo pacientes com seus outros colegas da mesma área de atuação médica. É aí que o Markenting entra em jogo, pois para ter progresso como médico é necessário, o quanto antes,criar para a sua Clínica um plano (estratégia) de relacionamento mais pessoal com todos os seus pacientes, e já lhe adianto, é uma ação simples para sua Clínica, mas que irá lhe proporcionar um grande benefício – a preservação e aumento do numero de pacientes. E dando continuidade ao raciocínio, um relacionamento mais pessoal e conquistador com o paciente (um verdadeiro Marketing Médico) só é possível quando você se diferencia dos demais, marcando presença na vida do paciente fora do Consultório. Agora, veja como fortalecer o vínculo com os seus pacientes através das mensagens via SMS, é simples, e eu quero lhe mostrar como! Mensagens SMS’s –  O MarKeting Médico! Cativar os nossos pacientes e nos relacionarmos com eles de forma mais humana é um passo a passo, que deve contar sempre com o auxílio das Mensagens SMS’s. Dessa forma, vamos seguir aqui três caminhos...
Meu paciente: doenças, exames, cirurgias, medicações e consultas. Onde estão estas informações?

Meu paciente: doenças, exames, cirurgias, medicações e consultas. Onde estão estas informações?

Doutor, vamos falar exclusivamente de você, seu diagnóstico, nesse breve artigo. É um verdadeiro desafio, encontrar de forma organizada, no Prontuário de Papel, todas as informações ligadas ao estado de saúde do paciente. Mas de início, vamos deixar bem claro: Seja de Papel ou Eletrônico deve-se haver sempre um caminho especifico e organizado dentro do próprio prontuário, para que você possa encontrar todas as informações referentes ao tratamento do paciente. Mas é aí que o problema é notável quando falamos de prontuários no papel: “Já se sentiu inseguro ao pesquisar manualmente e folhear o Prontuário de Papel de qualquer paciente? Percebeu que todas as informações talvez não estivessem ali, além de dificuldade em identificar aquela letra egípcia do seu outro colega de trabalho ou até mesmo, em muitos casos, a sua própria escrita?” Pois bem, quando você precisa acessar a situação clínica do seu paciente, você deve procurar e folhear todo o Prontuário de Papel, uma ação demorada e propícia a muitos erros: deixar uma folha para trás ou não entender algo que já foi escrito, por outro colega ou até mesmo por você, irá prejudicar o seu trabalho, como médico, e toda a recuperação do paciente! E lembrando, na medida em que determinado paciente consulta varias vezes com você, o seu prontuário logicamente vai ficando mais cheio de informações médicas e fica cada vez mais difícil de pesquisar (encontrar) dados relacionados a qualquer quadro clínico. Tenha uma Recepção Eficiente. Tenha um Consultório Eficiente. O Diagnóstico do meu paciente ao alcance de um “clique”! Por outro lado, os Prontuários Eletrônicos organizados possuem, até mesmo quando estão cheios de informações, uma...
Doutor, cuidado! Usar Prontuários de Papel lhe traz problemas!

Doutor, cuidado! Usar Prontuários de Papel lhe traz problemas!

Obviamente, nós médicos sabemos, como o prontuário está diretamente relacionado à várias questões do nosso atendimento e a rotina da Clínica em geral. Mas quando se faz uso de Prontuários de Papel, você e sua Clínica terão, diariamente, algumas importantes atividades médicas comprometidas e “feridas”. Por isso, eu enumerei aqui, alguns destes principais problemas ocasionados pelo uso de Prontuários de Papel. E lembrando, na minha opinião, o #3 é o pior e mais grave deles! Tenha uma Recepção Eficiente. Tenha um Consultório eficiente. Problema 1 : Eu não entendo nada do que está escrito! Talvez esta seja a vulnerabilidade mais clássica e comum dos Prontuários de Papel, estamos falando da ilegibilidade. Muitos médicos não conseguem ler grande parte (e algumas vezes nada) da situação clínica do seu paciente, seja por causa daquela letra egípcia do seu outro colega ou, na pior e frequente situação, até mesmo os nossos próprios “hieróglifos”! No início, os Prontuários de Papel até apresentam uma certa coerência, uma letra legível e de fácil entendimento, mas no decorrer do seu preenchimento, as informações e palavras irão se tornando indecifráveis. É algo natural, durante o preenchimento do Prontuário de Papel, existirá sempre uma ação de rasura na tentativa de excluir uma palavra ou termo indevido, além do mais, principalmente por causa do cansaço da rotina médica, o trabalho de escrever manualmente fará com que nossa grafia se torne um verdadeiro “garrancho”, isso sempre será inevitável. Também não podemos nos esquecer que alguns campos de preenchimento dos prontuários de papel, em algum momento, sempre serão menores daquilo que você precisa escrever, eu mesmo já passei por uma situação parecida: “...
Doutor, cuidado! Sua Secretária está trocando seus prontuários!

Doutor, cuidado! Sua Secretária está trocando seus prontuários!

Nós médicos sabemos com é importante, por Lei (nº 1.6382), o preenchimento e organização correta dos prontuários dos nossos pacientes. No entanto, as deficiências dos Prontuários de Papel, relacionadas, de início, ao cadastro do paciente, irão comprometer de maneira ética a qualidade do seu trabalho. Confira agora mesmo o perigo que você está correndo! Tenha uma recepção eficiente. Tenha um Consultório eficiente. Início do Problema: Cadastros mal feitos! Em dias normais, onde sua agenda não está nem mesmo tão lotada, ao fazer o cadastramento do paciente manualmente (procedimento demorado), suas Secretárias, para agilizar o atendimento e dessobrecarregar a recepção da Clínica, farão frequentemente abreviações de nomes e deixaram alguns dados de preenchimento do paciente para trás, como sexo, data de nascimento, nome da mãe e dentre outros. E ao longo do dia, à medida que você atende mais pacientes, suas Secretárias vão, por natural e iminente cansaço, tornando o cadastramento (identificação do prontuário) cada vez menos específico. Além do mais, uma papelada enorme de prontuários cresce e fica praticamente impossível organizá-los. Mas o perigo está, silenciosamente, em outro lugar!                           Você já parou para pensar quantos dos seus pacientes se chamam “José Silva, “Maria Helena” ou “Luiz de Almeida ?” Com a existência de cadastros incompletos, cheios de nomes com mesma escrita (homônimos) e abreviados, acaba sendo extremamente difícil distinguir os Prontuários de Papel. Por exemplo, três dos seus pacientes se chamam “Manoel Pereira da Silva”, como distinguir o Prontuário de Papel de cada um destes pacientes em meio a uma identificação incompleta (cadastro pouco específico)? E o problema...
Cuidado! Município Não Informatizado = GASTOS e INEFICIÊNCIA.

Cuidado! Município Não Informatizado = GASTOS e INEFICIÊNCIA.

Muitos municípios realizam hoje, na área da saúde, vários trabalhos árduos e burocráticos que poderiam ser evitados. O pior é que esses procedimentos burocráticos geram gastos ao seu município e torna ineficiente toda a organização administrativa da saúde. Portanto, no quesito “organização administrativa”, hoje, principalmente na Central de Marcação de Consultas do seu município, podemos dizer que ocorrem os maiores gastos e talvez os procedimentos de trabalho mais árduos e ineficientes. No entanto, de antemão já lhe adianto: “Os gastos e árduos procedimentos de trabalho que ocorrem na Central de Marcação de Consultas do seu município poderiam ser evitados por meio da Informatização (implantação de prontuários eletrônicos nas UBS’s).” Com o propósito de um melhor esclarecimento, veja nesse esquema abaixo como funciona, SEM a informatização, a Central de Marcação de Consultas do seu município. Lembrando que esse esquema será crucial para lhe mostrar onde está ocorrendo o gasto e a ineficiência.   Município Não Informatizado – CMC:   Onde está ocorrendo o Gasto e a Ineficiência:   Então, quando não informatizado, seu município paga respectivos funcionários para realizarem funções que poderiam ser feitas automaticamente por sistemas informatizamos, sem nenhum tipo de esforço ou sequer transtorno. Significa ainda dizer, que os funcionários da Central de Marcação de Consultas, ambos responsáveis por digitar e agendar encaminhamentos, estão sendo “desperdiçados”, pois poderiam ser aproveitados em tantos outros afazeres na Secretária.  Prontuário de Papel = Mais gastos com mão de obra!   É necessário que você pare e reflita, sendo que existe hoje, em cada uma de suas UBS’s, um funcionário (a) para separar, organizar e buscar prontuários de papel. São funcionários que...

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.