Lista de Exames – Agilidade ao Solicitar Exames Complementares!

Lista de Exames – Agilidade ao Solicitar Exames Complementares!

Seja para efetuar um diagnóstico ou para cumprir protocolos de avaliação rotineira em grupos de pacientes, os médicos lançam mão de exames complementares, uma das rotinas mais frequente no dia-a-dia do consultório médico. Nesse contexto, a rotina pode fazer com que o médico se esqueça de alguns exames importantes ou solicitem exames em excesso, sem protocolos. Veja como ser mais eficiente ao solicitar exames com uma Lista de Exames padronizada. Os Exames da Minha Especialidade – Minha Rotina! Todo médico, sem exceção, tem (em sua mente) uma lista de exames rotineiros que costuma solicitar para seus pacientes. É como se o médico tivesse grupos de pacientes em sua memória e solicite rotineiramente determinados exames para determinados grupos de pacientes – isso é fato! Um cardiologista, tem sua lista de exames favoritos e o Ginecologista também tem a sua. E cada um com suas características e exames peculiares da sua especialidade. Obviamente, eles são diferentes entre si, como você pode ver na foto, acima. O Ginecologista tem sua lista de exames focada em pacientes do sexo feminino, enquanto o cardiologista ou o Urologista tem seus pacientes específicos. Isso muda entre as especialidades.   Na minha Especialidade em Grupos de Pacientes! O momento de solicitar exames também segue a uma rotina mental semelhante, e há diferenças nos exames solicitados dentro da mesma especialidade. É como se o médico reunisse e formasse grupos de pacientes dentro de sua especialidade e da sua rotina de trabalho, ex: Listas de Exames de um Ginecologista: Pacientes para Pré-Natal Pacientes para Pré-Natal – 1o. trimestre. Pacientes para Pré-Natal – 2o. trimestre. Pacientes para Pré-Natal – 3o....
Marketing Médico: 3 razões para anotar o Celular do paciente!

Marketing Médico: 3 razões para anotar o Celular do paciente!

Doutor, se você não sabe ainda, é melhor dar extrema importância, pois logo de entrada,na recepção de sua Clínica, a simples ação de suas Secretárias anotarem o celular do paciente durante a criação de cadastros, irá trazer e preservar um público cada vez maior de pacientes – Estamos falando do famoso Marketing! Entretanto, talvez não seja do conhecimento de muitos médicos, mas o Marketing está diretamente ligado a nossa profissão. Existe uma concorrência feroz no mercado de trabalho entre qualquer tipo de profissional e por isso, não é novidade que você está disputando a todo tempo pacientes com seus outros colegas da mesma área de atuação médica. É aí que o Markenting entra em jogo, pois para ter progresso como médico é necessário, o quanto antes,criar para a sua Clínica um plano (estratégia) de relacionamento mais pessoal com todos os seus pacientes, e já lhe adianto, é uma ação simples para sua Clínica, mas que irá lhe proporcionar um grande benefício – a preservação e aumento do numero de pacientes. E dando continuidade ao raciocínio, um relacionamento mais pessoal e conquistador com o paciente (um verdadeiro Marketing Médico) só é possível quando você se diferencia dos demais, marcando presença na vida do paciente fora do Consultório. Agora, veja como fortalecer o vínculo com os seus pacientes através das mensagens via SMS, é simples, e eu quero lhe mostrar como! Mensagens SMS’s –  O MarKeting Médico! Cativar os nossos pacientes e nos relacionarmos com eles de forma mais humana é um passo a passo, que deve contar sempre com o auxílio das Mensagens SMS’s. Dessa forma, vamos seguir aqui três caminhos...
Informatização é = CMC sem erros! Vou lhe provar [Veja]

Informatização é = CMC sem erros! Vou lhe provar [Veja]

Quando o seu município contrata um Prontuário Eletrônico integrado com a sua Central de Marcação de Consultas, eu lhe garanto, não haverá mais qualquer erro relacionado ao acesso das consultas e atendimento especializado, bem como em toda organização administrativa da mesma. Como gestor, obviamente este artigo é de seu interesse e indispensável para a leitura, por isso, continue lendo e se surpreenda. Conheça agora os três erros clássicos da sua Central de Marcação de Consultas. E lembrando, na minha opinião, o segundo é o pior e mais grave deles. Erro #1 – O médico trocou a guia do encaminhamento, e agora? Digamos que este é um deslize comum. Nas UBS’s, ao solicitar um Encaminhamento para qualquer paciente, o médico se depara com uma verdadeira papelada de guias em sua gaveta (mesa), sejam AIH’s, APAC’s, TFD’s ou até mesmo os próprios Encaminhamentos. Logo, em meio a esta bagunça, confundir e preencher, por exemplo, um AIH em uma guia APAC, é um erro que pode facilmente acontecer. E agora, pensando em escala nacional: quando vários médicos de diversas UBS’s erram no preenchimento das guias de Encaminhamento, simplesmente estes pedidos voltam para os PSF’s, atrasando-se ainda mais o atendimento dos pacientes nas Policlínicas de todo país. Devemos parar e refletir, pois lamentavelmente vários pedidos de encaminhamentos voltam para os PSF’s ao serem preenchidos em guias diferentes, tornando-se mais difícil e delongado o acesso dos usuários SUS às consultas e atendimento especializado. Mude! Evite este erro! Por outro lado, quando o seu município faz uso de um Prontuário Eletrônico integrado com a Central de Marcação de Consultas, primeiramente, não existirá uma verdadeira papelada de guias a...
Meu paciente: doenças, exames, cirurgias, medicações e consultas. Onde estão estas informações?

Meu paciente: doenças, exames, cirurgias, medicações e consultas. Onde estão estas informações?

Doutor, vamos falar exclusivamente de você, seu diagnóstico, nesse breve artigo. É um verdadeiro desafio, encontrar de forma organizada, no Prontuário de Papel, todas as informações ligadas ao estado de saúde do paciente. Mas de início, vamos deixar bem claro: Seja de Papel ou Eletrônico deve-se haver sempre um caminho especifico e organizado dentro do próprio prontuário, para que você possa encontrar todas as informações referentes ao tratamento do paciente. Mas é aí que o problema é notável quando falamos de prontuários no papel: “Já se sentiu inseguro ao pesquisar manualmente e folhear o Prontuário de Papel de qualquer paciente? Percebeu que todas as informações talvez não estivessem ali, além de dificuldade em identificar aquela letra egípcia do seu outro colega de trabalho ou até mesmo, em muitos casos, a sua própria escrita?” Pois bem, quando você precisa acessar a situação clínica do seu paciente, você deve procurar e folhear todo o Prontuário de Papel, uma ação demorada e propícia a muitos erros: deixar uma folha para trás ou não entender algo que já foi escrito, por outro colega ou até mesmo por você, irá prejudicar o seu trabalho, como médico, e toda a recuperação do paciente! E lembrando, na medida em que determinado paciente consulta varias vezes com você, o seu prontuário logicamente vai ficando mais cheio de informações médicas e fica cada vez mais difícil de pesquisar (encontrar) dados relacionados a qualquer quadro clínico. Tenha uma Recepção Eficiente. Tenha um Consultório Eficiente. O Diagnóstico do meu paciente ao alcance de um “clique”! Por outro lado, os Prontuários Eletrônicos organizados possuem, até mesmo quando estão cheios de informações, uma...
“Dona Maria, a Sra já operou de quê, mesmo?”

“Dona Maria, a Sra já operou de quê, mesmo?”

Todos os médicos sabem que o prontuário no papel é mestre em esconder informações sobre a saúde do paciente. Afinal, quantas vezes já ficamos procurando dados sobre procedimentos cirúrgicos que a Dona Maria já realizou? Quais exames Seu Pedro e demoramos encontrar? Se você já precisou perguntar: “Dona Maria, a Sra já operou de quê, mesmo?” é bom você ler esse artigo. Confira!   Tenha uma Recepção Eficiente. Tenha um Consultório Eficiente.   As dificuldades do papel – a bagunça, mesmo! O prontuário no papel é terrível quanto o quesito é organização das informações no prontuário médico. Nada é organizado. Com raríssimas exceções, a maioria dos prontuários possui uma anamnese inicial boa, com informações relevantes, mas que vão se perdendo à medida que o paciente retorna ao consultório e consulta outras vezes. A folha de rostro é razoavelmente preenchida, mas as demais, são terrivelmente organizadas. “Dona Maria, a Sra já operou de quê, mesmo?” é uma frase que eu repedi várias vezes quando eu atendia alguns pacientes que já acompanhavam comigo há anos. A informação estava lá, no prontuário, mas eu não as encontrava. Eu até tenho (tinha) uma boa letra, mas nunca gostei de ficar usando canetinha para colorir o prontuário e as informações ficavam muito difíceis de serem encontradas. Eu já tentei colocar uma folha à parte, só para incluir as informações cirúrgicas do paciente, em um formulário específico, mas não adiantou e por que eu teria que fazer um formulário padronizado que me tomou tempo que eu não estava afim de investir.    As vantagens do Prontuário eletrônico – Histórico organizado! Quando eu optei por mudar para o prontuário eletrônico,...

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.