Novato no SUS? Confira 6 dicas indispensáveis de gestão pública

Novato no SUS? Confira 6 dicas indispensáveis de gestão pública

Você foi nomeado para um cargo importante e de grande visibilidade. A saúde é o primeiro tópico em importância na opinião dos brasileiros, e o gestor desta área tem uma enorme responsabilidade nas mãos: de seu desempenho, depende o bem-estar de toda uma comunidade. Por isso, é preciso estar preparado para utilizar toda esta visibilidade que a função de Secretário de Saúde proporciona de uma maneira positiva no seu dia a dia profissional. Diante deste quadro, a gestão de cunho público possui certas peculiaridades – a responsabilidade, neste caso, é claramente maior para estes gestores, que irão lidar com os anseios, necessidades e expectativas da população. Vale ressaltar que é importante estar ciente de que as dificuldades no caminho serão inúmeras (melhoria na estrutura das UBS’s até a Implantação do Prontuário eletrônico), o que demandará estudo e dedicação. Acompanhe 6 dicas imprescindíveis de gestão pública que irão auxiliá-lo a assumir, com eficiência, o comando da Secretaria de Saúde:   Benefícios da Informatização? O Gestor Informatizado! Convença sua equipe? Como Licitar.   Planejamento é fundamental Sem ele, nada sai do papel. Mais do que a elaboração de documentos, é preciso que seja adotada uma estratégia a longo prazo, e não apenas imediatista visando seus quatro anos de gestão. Sim, é fundamental planejar – mas devem ser ações que se sustentem em 10, 20, 30 anos. Afinal, qual é o legado que você quer deixar? Qual lembrança de sua gestão esta geração terá e de que forma ela falará dos serviços de saúde do seu governo para a próxima? Para que o planejamento funcione conforme o esperado, é preciso adotar planos...
Guia do Secretário de Saúde: como delegar tarefas com eficiência?

Guia do Secretário de Saúde: como delegar tarefas com eficiência?

Viabilizar as tarefas do SUS, planejar verbas e controlar para que as necessidades de saúde da população sejam atendidas em suas mais distintas esferas são alguns dos trabalhos exigidos do Secretário da Saúde. No entanto, organizar todas as prioridades para o alcance de metas de forma a atingir a produtividade máxima em cada uma delas é, por si só, um desafio tão grande para o gestor como entender as particularidades do cargo. De fato, para chegar a esta organização é preciso que você confie em sua equipe e saiba delegar tarefas de forma que estas rendam mais nas mãos do seu time do que nas suas. Em outras palavras, ter mais tempo livre para pensar estrategicamente e definir o direcionamento do trabalho durante o ano todo, com menor foco no modus operandi. No ultimo artigo, conferimos algumas orientações para traçar boas metas e objetivos. Hoje, iremos investigar os métodos por detrás das tarefas bem delegadas. Afinal, qual o segredo para conseguir tudo isso com sucesso? A fórmula cada gestor vai descobrir em sua rotina, mas valiosas dicas de Administração ajudam – e muito – o trabalho.   Benefícios da Informatização? O Gestor Informatizado! Convença sua equipe? Como Licitar.   O líder e a visão sistêmica “Enxergar o bosque e, cada vez menos, a árvore”. A chamada visão sistêmica contribui na definição de prioridades e tarefas estratégicas em atividades-chave e menor perda de tempo com detalhes operacionais que demandam esforço. A jornada do gestor começa com a definição de suas prioridades no trabalho: o que é preciso fazer primeiro? Quem fará melhor essa atividade com qualidade e em menor tempo?...
Guia do Secretário de Saúde: 4 dicas para definir boas metas e alcançar os objetivos

Guia do Secretário de Saúde: 4 dicas para definir boas metas e alcançar os objetivos

Para ter sucesso como Secretário de Saúde é fundamental que você trace (e alcance) bons objetivos. Além dos rumos definidos e direcionados pelos documentos oficiais e pelas missões estabelecidas pelo SUS, como o Plano Municipal de Saúde (PMS), você precisará lidar com a definição de tarefas e metas no dia a dia da gestão com o intuito de liderar sua equipe e otimizar processos. Neste cenário, estabelecer e perseguir bons propósitos está longe de ser uma tarefa simples. É necessário saber quais são os recursos disponíveis, ficar de olho no seu progresso e tirar o melhor dos seus colaboradores. Confira 4 dicas para definir boas metas e atingir objetivos na sua administração!   Benefícios da Informatização? O Gestor Informatizado! Convença sua equipe? Como Licitar.   Trace objetivos reais Os objetivos traçados por você  para a sua gestão na Secretaria de Saúde podem ser ousados. Porém, eles não podem, de forma alguma, serem incoerentes com realidade dos recursos e estruturas disponíveis, ou seja, longe das possibilidades concretas do seu município de atuação. Antes de estabelecer seus objetivos, tenha consciência de qual é o tempo que você dispõe para delegar as atividades e exercer as funções que forem necessárias, além da força de trabalho e dos recursos financeiros para investir. A regra principal é: não defina objetivos que se distanciem dessa realidade.  Da mesma forma, é preciso que você trace metas que sejam realmente relevantes para o contexto da saúde do seu município. Neste sentido, investir no projeto da obra de um hospital, por exemplo, pode ser uma realidade viável, mas não se a população talvez se beneficiasse mais com investimentos...

Qual é a importância do plano municipal de saúde?

O reconhecimento da importância do planejamento para a realização de uma boa gestão em todos os âmbitos da saúde pública é um dos principais avanços do Sistema Único de Saúde (SUS). Através da planificação adequada das ações na área, é possível reunir as condições mais adequadas para cumprir aquilo que o SUS traz como princípios fundamentais: universalidade, integralidade e equidade. Desta forma, abre-se espaço para a prioridade central da instituição, que é fornecer uma melhor qualidade de vida e saúde à população. É neste cenário que insere um dos instrumentos mais importantes para o planejamento desta gestão: o Plano Municipal de Saúde (PMS). Com o intuito de orientar o gerenciamento da saúde e evidenciar o caminho a ser seguido para se atingir a missão do SUS, este documento representa o “norte” essencial para guiar o Secretário da Saúde em suas decisões e ações. Apesar dos avanços alcançados neste setor, é verdade que a cultura do planejamento dentro do Sistema ainda enfrenta grandes desafios: este, afinal, é um processo que demanda uma mudança de atitude dos gestores e também dos demais profissionais, tanto de forma individual quanto técnica. Engajamento, mobilização e decisão também são pilares importantes neste processo. Confira mais sobre o Plano Municipal de Saúde e a sua importância para sua gestão como Secretário do SUS!   Plano Municipal de Saúde (PMS): afinal, no que consiste este documento? O Plano Municipal de Saúde (PMS) é um documento que reúne e organiza as propostas de ação do governo municipal para a área da saúde, oferecendo soluções relacionadas às necessidades e aos problemas da população local. O Plano, deste modo, considera...
Guia do Secretário de Saúde: qual é a função e a importância do Agente Comunitário de Saúde?

Guia do Secretário de Saúde: qual é a função e a importância do Agente Comunitário de Saúde?

No último artigo, tratamos do papel do Conselho Municipal de Saúde e da sua importância para uma gestão do SUS que seja eficiente e integrada à sociedade. Prosseguindo nesta linha informativa sobre as atribuições dos diferentes setores que influem na administração do Sistema Único de Saúde (e que devem ser de total domínio do novo secretário no exercício do seu cargo), iremos nos aprofundar, no post de hoje, na função de um membro essencial para esta empreitada: o agente comunitário de saúde (ACS). Você sabe qual é o papel e a importância deste profissional que estará presente no seu dia a dia? Se não, este é o momento de se informar e aprimorar seus conhecimentos para uma gestão mais preparada e qualificada. Confira! Benefícios da Informatização? O Gestor Informatizado! Convença sua equipe? Como Licitar.   Agente Comunitário de Saúde (ACS): afinal, o que ele faz e por que seu desempenho é tão importante no contexto do SUS?   Mais um elo importante entre a comunidade envolvida e o atendimento e os serviços do SUS, o agente comunitário de saúde é justamente o profissional responsável pelo desenvolvimento de ações para integrar a equipe de saúde e esta população visada pelo Sistema de cada município.   Neste quadro, esta integração estabelecida pelo ACS é ainda mais intensificada porque o agente inclusive reside na cidade contemplada pelos serviços de saúde – e portanto tem conhecimento acerca das necessidades, demandas e particularidades da comunidade. Através de ações de educação (coletivas e individuais) e visitas domiciliares, este profissional exerce suas atividades de vigilância à saúde e prevenção de doenças junto à população. A função...

This is a demo store for testing purposes — no orders shall be fulfilled.